Gestão do Conhecimento através de Trilhas de Aprendizagem

Empresas são celeiros de conhecimento! Alguns adquiridos e outros construídos dentro dos seus espaços.



Uma das principais funções de um celeiro é guardar sementes. Sementes essas que possuem potencial de gerar frutos a depender do destino que será dado a elas. Conhecimento são sementes com grande potencial.


O que sua empresa tem feito com essas sementes?


É fundamental que esse conhecimento seja armazenado e cultivado para gerar os frutos que a sua empresa necessita.


Muitas vezes estes conhecimentos, adquiridos ou construídos, estão dispersos ou centralizados em poucas pessoas e não são disseminados no âmbito da organização.


Quando uma pessoa que centraliza alguns conhecimentos por qualquer razão deixa a organização, vai com ela todo o potencial de gerar frutos que esse conhecimento detinha. E isso é um grande desperdício.


É essencial ter uma gestão desse conhecimento. Para isso se efetivar existem três grandes ações a serem desenvolvidas e estimuladas na empresa: captar o conhecimento, converter em aprendizado e canalizar para as áreas e pessoas de interesse.


Com isso temos um grande e poderoso programa estruturado de Trilhas de Aprendizagem.


E o que são Trilhas de aprendizagem?


São caminhos alternativos e flexíveis para promover o desenvolvimento da sua equipe tanto no âmbito pessoal e como profissional.

As trilhas de aprendizagem se caracterizam pela riqueza e diversidade dos recursos contemplados: treinamentos formais (presenciais e/ou EAD), estudos de caso, filmes, apostilas, grupos de trabalho, grupos de discussão, comunidades de conhecimento, desafios investigativos, dentro muitos outros.


Como a sua organização aprende?


Para construção dessa trilha é preciso levar em consideração a individualidade e a complexidade de cada empresa. Mas, independente do seu porte, segmento, localização, elas vão seguir algumas bases orientadoras:

  1. Levantar os conhecimentos que são necessários ao desenvolvimento das atividades da organização;

  2. Classificá-los por grau de risco e importância;

  3. Documentá-los;

  4. Construir as soluções de aprendizagem.


Todo este trabalho é realizado com os profissionais da própria empresa que possuem afinidades e expertises em cada tema.


Com base nas trilhas de aprendizagem cada colaborador poderá definir em conjunto com sua liderança o seu trajeto de aprendizagem e os próximos passos de carreira.


O modelo de Trilhas de Aprendizagem considera o ambiente de trabalho como o principal espaço educacional dentro das organizações.


Seja uma organização que aprende, gera e compartilha conhecimento.


37 visualizações

Posts recentes

Ver tudo